Foi um grande susto, mas Agostinho Barata, o Baratão, resistiu a um infarto

Aos amigos que ainda não tomaram conhecimento, gostaria de informar que meu pai, Agostinho Barata, o Baratão, sofreu um infarto, que ocorreu a dois dias atrás, 17 de setembro, as 10h, aproximadamente, quando ele se encontrava no município de Capanema em deslocamento até a cidade de Quatipuru.
Fui informado do fato no momento em que estava entrando no Comando Geral e imediatamente me desloquei para Capanema , onde encontrei meu pai na urgência do Hospital Saúde Center.
Em razão da gravidade, pois estava com duas artérias bastantes comprometidas, as coronárias esquerdas, onde uma estava com 90% e a outra com 85% fechadas, o médico solicitou sua transferência em caráter de urgência para Belém, onde foi chegou por volta das 20h, sendo imediatamente submetido a uma intervenção cirúrgica.
 
Hoje meu pai se encontra na UTI no HMU em processo de recuperação. Como aprendi que um dos maiores defeitos do ser humano é a ingratidão e que no paraíso do senhor não haverá espaço pra o não justo, Gostaria de agradecer a DEUS pai todo poderoso por ter permitido que meu pai ainda não se fosse dessa vida. Gostaria de agradecer, do fundo do coração, em nome de toda minha família ao CEL Costa Costa Júnior e ao CAP AVIZ, que foram os primeiros a chegar no hospital tão logo receberam a minha ligação, dando todo apoio ao meu pai, permanecendo no local até minha chegada.
 
Agradeço também a toda equipe do Hospital Saúde Center, nas pessoas do Dr.Márcio Costa, Enfermeira Kamila,Tec em Enf Pedro Paulo,que foram atenciosos e bastantes prestativos, a equipe do 192 de Capanema que realizou em mais rápido tempo a transferência de meu pai para Belém e agradeço ao dr.Jacó Gabay, que estando em sua residência, não colocou nenhum obstáculo para vir ao hospital e atender meu pai e que me informou não saber como meu pai resistiu em mais de 12h diante da gravidade da lesão sofrida.
Um abraço a todos.
Te amo pai