Prefeitura e Estado se unem pela expansão da Polícia Comunitária

EM RONDÔNIA

Data da notícia:31/08/2013

O prefeito de Porto Velho, Mauro Nazif, esteve na tarde da última quarta-feira (28), na Diretoria de Ensino da Polícia Militar, onde conheceu os 56 alunos do Curso Nacional de Multiplicadores de Polícia Comunitária. O curso faz parte do programa do Governo Federal intitulado “, é Possível Vencer”, do qual participam representantes de vários segmentos da sociedade e de órgãos públicos municipais e estaduais, como a própria PM e a Semtran.
Antes do contato com os alunos, o prefeito e vários secretários municipais se reuniram com o administrador da Diretoria de Ensino, major PM Fábio Alexandre e o coordenador estadual de Polícia Comunitária, major PM Antônio Matias de Alcântara, dentre outros militares. O grupo conversou sobre a parceria entre prefeitura e Estado, por meio da Polícia Militar, com objetivo de garantir o êxito do programa na capital rondoniense.
Mauro Nazif disse que a participação da prefeitura no projeto é de fundamental importância, assim como também é importante a participação da comunidade como um todo, por meio dos conselhos setoriais e associações. “O Município tem muito a contribuir fazendo a limpeza, encascalhamento e pavimentação de ruas, mantendo a cidade iluminada e a fiscalização de trânsito, dentre muitas outras ações incluídas no plano de gestão e que já estão em andamento”, frisou o prefeito.
Disse, ainda, que graças ao empenho de sua equipe, Porto Velho foi uma das primeiras capitais a aderir ao programa do Governo Federal e, consequentemente, uma das primeiras a receber recursos. Segundo ele, o Município vai atuar tanto na parte educativa quanto na preventiva. Os secretários Eduardo Rauen (Semdestur), Ricardo Fávaro (Semusb) e Gerardo Martins (Emdur) falaram das ações que estão sendo realizadas e que contribuem para com a segurança das pessoas.

PARCERIAS - Depois de apresentar a turma e falar sobre a importância do preparo dos alunos para trabalhar a filosofia da Polícia Comunitária, major Alexandre destacou que o projeto necessita de muitas parcerias para dar certo, a começar pelos próprios moradores. “A parceria com a prefeitura para nós é indispensável”, disse.
Eduardo Rauen declarou que junto com o titular da Semdestur, Geraldo Affonso, firmaram o pacto em Brasília (DF) para inserir o Município no Programa “Crack, é Possível Vencer”. Conseguiram também os primeiros recursos, da ordem de R$ 32 milhões, que serão utilizados na formação de pessoal e aquisição de duas unidades (micro ), cada uma equipada com 20 câmeras de monitoramento. “Ao todo, já pactuamos R$ 60 milhões”, afirmou. Até o final deste ano, segundo o secretário, as unidades serão entregues.

PREVENÇÃO - De acordo com o major Alcântara, o programa vai atuar na prevenção, cuidado e repressão. “Será uma rede de atenção e cuidado, cuja prioridade será a saúde e recuperação dos dependentes químicos”, comentou. As unidades serão instaladas em pontos estratégicos e, por meio das câmeras de alta resolução, que podem até atravessar obstáculos, farão o monitoramento em um raio de três quilômetros quadrados. Cada unidade móvel terá o apoio de duas motocicletas e uma viatura modelo sedam com capacidade para transportar quatro policiais. Caso seja necessário, esses veículos serão prontamente acionados para abordar e prender suspeitos. Com informações da Assessoria/PVH.