CLIQUE NO VÍDEO PARA ASSISTIR

Loading...

CARTA DE UMA MÃE PORTUGUESA

Meu querido filho Manuel,

Escrevo estas poucas linhas para saberes que estou viva. Escrevo devagar porque sei que não gostas de ler depressa. Se receberes esta carta é porque chegou. Mas se não chegar, peço que tu me avises que envio outra.

Teu pai leu nos jornais que a maioria dos acidentes ocorre a 1 km de casa. Por isso decidimos nos mudar para mais longe.

Sobre o casaco que tu querias, teu tio disse que seria muito caro enviar pelo correio por causa dos botões de metal que pesam muito. Por isso arranquei-os todos e coloquei em um dos bolsos. Assim, quando o casaco chegar aí, basta que tu pregues os botões novamente.

Outro dia houve uma explosão no botijão de gás aqui na cozinha. Teu pai e eu fomos atirados para o ar, saimos pela janela e fomos parar na rua, mas quanta emoção, meu filho, já que há muitos anos eu e seu pai não saíamos juntos!

Sobre nosso cãozinho, o Rexlino, ele foi atropelado e o veterinário teve que cortar-lhe um pedaço do rabo. Por isso, meu filho, preste tu também muita atenção sempre que fores atravessar a rua.

Tua irmã Maria vai ser mãe. Mas como ainda não sabemos se será menino ou menina, não sei se tu serás tio ou tia.

Hoje teu cunhado trancou o carro com as chaves dentro. Tive um trabalho enorme para ir em casa buscar a chave reserva mas por sorte retornei a tempo pois começara a chover e a capota do carro estava arriada..

Se encontrares a dona Rosinha, diga-lhe que mando lembranças. Mas se não a encontrares, não precisa dizer nada.

Um beijo da tua mãe.

PS: eu ia enviar-lhe os 300 euros que me pediste, mas quando me lembrei,  já havia fechado o envelope. hahahahahaha