Nova eleição em Marituba, PA, terá policiamento reforçado

Marituba (Foto: Nelson Neves)Marituba terá novas eleições no próximo domingo.
(Foto: Nelson Neves)
O Sistema Integrado de Segurança Pública já definiu as ações que serão executadas pelas polícias Civil e Militar no próximo domingo (4), para garantir a tranquilidade na eleição do novo prefeito de Marituba, município da Região Metropolitana de Belém.
De acordo com a portaria do juiz Raimundo Santana, da 43ª Zona Eleitoral, estão proibidas festas dançantes em clubes, casas de shows, boates, bares e outros estabelecimentos de diversão pública similares, até as 20 horas de domingo.
Os policiais civis vão coibir o funcionamento irregular de casas noturnas e estabelecimentos similares. A Polícia Militar vai atuar com 390 homens, integrantes do Comando de Policiamento da Região Metropolitana, da Rotam, do Batalhão de Choque, do Canil e do Batalhão de Polícia Montada (Cavalaria).
As ações contarão com a participação de policiais civis da Divisão de Polícia Administrativa (DPA), os quais atuarão para impedir o comércio de bebidas alcoólicas em bares da cidade, em atendimento à determinação do juiz eleitoral do município.
As polícias Civil e Militar vão trabalhar juntas na noite de sábado (3) em Marituba, durante a operação “Hypnos”, a partir de 20 horas, para fazer a população cumprir a “Lei Seca”, que proíbe a venda e consumo de bebidas alcoólicas em bares antes da eleição. O trabalho contará com apoio do Corpo de Bombeiros.
Ainda no sábado, equipes da PM vão escoltar e guardar as urnas eleitorais. Os policiais militares, ao longo do domingo, farão o policiamento normal, e reforçarão o policiamento nas ruas e próximo aos locais de votação, informou o tenente coronel Sérgio Alonso, comandante de Policiamento da Região Metropolitana. As ações terão o apoio de helicóptero do Grupamento Aéreo de Segurança Pública (Graesp), que sobrevoará a cidade.
A operação integrada terá como base a Seccional Urbana da Polícia Civil em Marituba. O trabalho começará às 18 horas do dia 3, e se estenderá até as 20 horas do domingo (4). A DPA vai mobilizar 14 policiais, entre investigadores, peritos e motoristas, sob a coordenação dos delegados Maury Marques, diretor interino da DPA, e João Bosco Rodrigues, diretor de Polícia Especializada.
Segundo o delegado James Moreira, diretor da Seccional, a equipe policial ficará de plantão para atender as ocorrências normais e “os casos de descumprimento à Lei Seca”. Os casos de crimes eleitorais constatados, disse o delegado, serão encaminhados à sede da Polícia Federal, em Belém.