PEC 300: Policiais manifestantes tomam plenário da Câmara

JOSÉ CRUZ/ABR
Manifestantes que participavam de dois protestos diferentes interromperam sessão da Câmara
Grupo de manifestantes que ocupava o Salão Verde da Câmara dos Deputados, em Brasília, invadiu ontem o plenário da casa. Na ocasião, acontecia a sessão, mas com poucos parlamentares. A Polícia Legislativa tinha concentrado o efetivo na frente do gabinete da presidência, deixando vulnerável a entrada do plenário.

Além dos manifestantes que defendem a proposta de emenda constitucional 300 (PEC 300), que estabelece piso nacional para policiais militares e bombeiros, outros ativistas, favoráveis e contrários ao Ato Médico, aproveitaram a situação e também entraram no plenário.

O presidente da casa, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) suspendeu a sessão e fez apelo aos participantes para que deixassem o local. Ele se comprometeu a colocar a PEC 300 em votação nas próximas semanas. Enquanto Alves esbravejava, os defensores da PEC 300 gritavam “a Casa é do povo!” Já os manifestantes que estavam lá para acompanhar a votação dos vetos ao texto do Ato Médico provocavam os parlamentares aos gritos: “Ei, deputado, vai tratar no SUS”. O episódio terminou sem registro de danos.