PM contesta acusações feitas por associação

A Polícia Militar do Pará (PM) contestou as acusações da Associação de Defesa dos Direitos dos Militares do Pará (Addmipa), feitas anteontem, sobre a suposta falta de pagamento da jornada extraordinária de trabalho, do “kit de segurança” para trabalhar e do auxilio fardamento. 
A corporação militar ressaltou que a remuneração para os policiais militares que cumprem a jornada extra em dias de folga é feita de acordo com a execução das ações. Também afirmou que está em dia com o pagamento do auxílio-fardamento, que é concedido aos cabos e soldados da PM. Este auxílio é pago nos meses de junho e dezembro, segundo a PM.
Por meio de nota, a PM também esclareceu que a entrega do “kit de segurança” é feita conforme o cronograma da polícia, que começou a distribuição primeiro na Região Metropolitana de Belém (RMB). Em seguida, será entregue às demais regiões do Estado, disse a PM.
Segundo disse o coordenador da Addmipa, José Quadros, tais benefícios não estariam sendo dados e pagos aos policiais militares, que estariam insatisfeitos com esta situação.
(Diário do Pará)