Policial militar ajuda em parto e se torna a madrinha do bebê

Poderia ser mais uma ocorrência, mas o atendimento da Polícia Militar, na última sexta-feira (22), terminou de um jeito totalmente inesperado para uma soldado da Polícia Militar de Guarulhos, na Grande São Paulo. Desta vez, ela não tinha a missão de um caso policial, mas o desafio de trazer uma criança ao mundo.
Foi durante a noite de sexta-feira , que uma mulher de 27 anos, grávida de um menino, iniciou o trabalho de parto. A moça estava dentro de um Gol, na companhia do marido, que tem a mesma idade. Sem saber direito o que fazer, o homem recorreu à Polícia Militar e ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para socorrer a esposa.
O cabo Wagner Luís da Silva e os soldados Lucas da Silva Barros e Patrícia Maiolino Marchini prontamente ajudaram a mãe. Ela foi colocada no banco traseiro do carro da família para ser levada ao hospital mais próximo, só que não dava mais tempo: o trabalho de parto já estava adiantado e o nascimento teria que acontecer ali mesmo.
A soldado Marchini foi a responsável por auxiliar no parto do bebê, que deu mais um susto nos pais ao nascer com o cordão umbilical enrolado no pescoço. Imediatamente, a policial retirou o cordão, permitindo, assim, que a criança pudesse respirar.
Quando veio à luz, por volta das 22h50, o menino foi envolto em mantas da própria policial. Com o pequeno já fora de perigo, os policiais levaram a família ao Hospital Geral de Guarulhos, onde a criança recebeu os cuidados médicos.
Mãe e filho passam bem. A mulher elogiou a intervenção da Polícia Militar, e mais do que agradecer, convidou a soldado Marchini para batizar o filho, que se chamará Isac. A soldado aceitou e em breve se tornará a madrinha do bebê que ajudou a trazer ao mundo.

(Rafael Iglesias, com informações da Polícia Militar - Site SSP/SP).