“Não vou dormir tranquilo pensando nesse jogo”, revela técnico do Remo

Flávio Araújo
O técnico Flávio Araújo comandou um treinamento técnico com o elenco do Clube do Remo na manhã desta terça-feira, no Baenão, como preparação para a partida diante do Paragominas, nesta quarta-feira, a partir das 17h, no Mangueirão, pela final do segundo turno do Campeonato Paraense 2013. Porém, o treinador não deu pistas do sistema tático e dos titulares que entram em campo diante do Jacaré.
“Ainda estou pensando e só amanhã, no período da tarde, durante a preleção, é que vamos definir formatação e o time que começa jogando. Perdemos o Jhonnatan, expulso, mas ganhamos outras opções com o retorno do Carlinho Rech, Mauro e Val Barreto. Isso me dá um suporte para refletir e definir como vamos atuar nessa final, já que precisamos reverter essa vantagem que hoje é do Paragominas”, disse.
Nos dois últimos clássicos diante do Paysandu, Flávio Araújo escalou o Remo no 3-6-1. No primeiro confronto diante do maior rival, a equipe azulina jogou com três zagueiros de origem, Rech, Henrique e Mauro. No jogo seguinte, o comandante fez uma variação tática, com o volante Nata recuando para formar o trio defensivo. Flávio comemorou o fato do time ter se adaptado de forma rápida às mudanças de sistema.
“Conseguimos isso pelo entrosamento dos jogadores e pela confiança de que iria dar certo. Fizemos essa mudança no primeiro Re-Pa e todo mundo se posicionou bem. As coisas deram certo naturalmente pela qualidade e inteligência dos nossos atletas. Prefiro errar pela ação do que pela omissão. Recebo as críticas e todas as alterações que faço só buscam o benefício do time. O posicionamento sempre é feito buscando melhoras.
Para chegar à decisão do Parazão e fazer mais dois clássicos diante do maior rival, o Remo terá que reverter a vantagem de dois empates que hoje é do Paragominas. No Estadual, o Leão já enfrentou o Jacaré em quatro oportunidades, com duas vitórias azulinas, uma do adversário e um empate. Flávio Araújo enalteceu a força da equipe do técnico Charles Guerreiro, clube que, segundo ele, acompanha desde o ano passado.
“O Paragominas não chegou nessa final por acaso. Na primeira fase do Estadual, contra o Santa Cruz de Cuiarana, vi esse time jogando e basicamente manteve a mesma equipe, o que levou a um grande entrosamento. O clube tem o comando do Charles Guerreiro, que é competente, conseguindo o primeiro lugar do turno, com 19 pontos. Temos que ter todo cuidado, não partindo para cima de qualquer jeito, mas com organização”, alertou.
Remo e Paragominas são adversários na final da Taça Estado do Pará, mas também disputam a única vaga do Pará na Série D do Brasileiro. Quem conquistar a segunda metade do Parazão, automaticamente vai representar o Estado na competição nacional. Por isso, o técnico Flávio Araújo tem consciência da importância dos dois jogos diante do Jacaré.
“São partidas de muita importância. Essa final de turno garante duas metas ao Remo: a tão sonhada vaga na Série D e a disputa da Copa do Brasil do ano que vem. Não vou dormir tranquilo pensando nesse jogo de amanhã. Sem sombra de dúvidas também queremos esse título de campeão paraense, até porque disputamos pela primeira vez o campeonato. Temos o Paragominas como adversário por esses objetivos e precisamos manter a concentração”, finalizou.


Globo Esporte.com, 30/04/2013