Posição de sentido

SUSSURROS
Numa de suas faustosas solenidades, a Polícia Militar  comemorava mais um ano de fundação.
Tropa perfilada. 

Público presente em massa se acotovelava na Avenida Alcindo Cacela para saudar o Patrono, Coronel Fontoura.
Era uma tradição.
O mestre de cerimônia, com voz firme e aveludada ao mesmo tempo, anuncia o cântico da canção da Polícia Militar do Pará, momento solene que os integrantes da corporação fazem na posição de sentido.
O corneteiro toca, sinalizando para a tropa também tomar a posição regulamentar.
Na assistência e de frente para a tropa, um major se distrai e não toma a posição de sentido. Mas, foi discretamente avisado pelo tenente que compunha a Guarda Bandeira, na tropa.
Em tom de voz que soava um sussurro, o tenente chamou a atenção de seu superior:
- Major, posição de sentido!
E num sussurro correspondente, o major respondeu:
- Eu também te amo!
(Do livro "A caserna fora do sério" - http://migre.me/ewOej)