Visitantes e expositores acreditam em bons negócios na Feira do Livro

Everaldo Nascimento/Os Pará 2000
A expectativa da organização do evento é atrair para a XVII Feira Pan-Amazônica do Livro mais de 400 mil visitantes

Da Redação
Agência Pará de Notícias

A Feira Pan-Amazônica do Livro, que acontece até o próximo domingo (5), no Hangar, é uma oportunidade para fazer bons negócios e comprar livros a preços mais baixos que os de mercado, segundo os visitantes. A universitária Rosana Martins, 22 anos, que visitou a Feira nesta segunda-feira (29), disse que conseguiu economizar na compra dos livros que precisava para concluir seu trabalho de curso. “Já tinha olhado nas lojas e decidi vir tentar conseguir um pouco mais barato. Acho que, se pesquisar, dá para reduzir um pouco o custo”, informou.
Segundo os expositores, o romance tem sido o gênero mais procurado, sobretudos pelos jovens. Obras de escritores como Nicolas Sparks e Stephenie Meyer, que tiveram vários de seus títulos adaptados para a o cinema, estão sendo muito procuradas. Com um pouco de disposição para percorrer os estandes, é possível encontrar vários títulos dos dois autores em promoção. Em um dos estandes, os livros “Crepúsculo” e “Lua Nova”, que deram origem à série de filmes, são encontrados a R$ 10,00.
Para a expositora Rayane Cruz, as promoções, além de atraírem os visitantes, também são vantajosas para as livrarias. “Ao invés de vender 10, você consegue vender 100. Então, compensa”, disse. No estande, grande parte dos livros está sendo vendida a R$ 10,00. Outra parte varia entre R$ 15,00 e R$ 30,00. “Os romances são os mais procurados. Temos livros dessas séries atuais de vampiros, e os jovens sempre param para olhar”, ressaltou.
Preço de custo - No estande de uma editora, a gerente informou que os livros estão sendo vendidos a preço de custo. “Ano passado colocamos nossos livros a R$ 5,00. Neste ano, baixamos mais ainda e estamos vendendo boa parte a R$ 3,00. Acho que a promoção é sempre um incentivo. A procura está grande”, afirmou Renata Grillo, assistente de eventos da editora. No estande é possível encontrar diversas biografias de personalidades mundiais. “A do (Adolf) Hitler foi a primeira que acabou”, comentou a expositora. O livro mais caro custa R$ 80,00.
A XVII Feira Pan-Amazônica do Livro tem 224 estandes, e a participação de cerca de 500 editoras, que oferecem os mais variados gêneros e preços. A expectativa da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), organizadora do evento, é atrair mais de 400 mil visitantes. No ano passado, a Feira movimentou R$ 14,2 milhões em negócios, com um total de 793 mil livros vendidos.

Texto:
Amanda Engelke - Secom