Pior do ranking, Marituba (PA) convive com inundações

Por Jones Santos (Folhapress)

Marituba, na região metropolitana de Belém, é o município com pior Índice de Bem-Estar Urbano (Ibeu) entre as 289 cidades pesquisadas. Não é preciso andar muito pela cidade para perceber as razões.
Na praça central, área mais urbanizada da cidade, 20 minutos de chuva são suficientes para causar alagamentos. "Aqui todo dia chove e todo dia alaga, não tem jeito", diz a dona de casa Maria de Souza, de 52 anos, que mora há 30 em Marituba.
Para a comerciante Daniela Tavares, 20, o saneamento básico ineficiente é a pior queixa. Em frente ao comércio de Daniela, onde ela também mora com uma avó e uma sobrinha, o local que poderia ser ocupado por uma calçada está tomado pelo mato. O esgoto corre a céu aberto e um canal que passa atrás da casa da família acumula lixo e é rota de fuga para bandidos que atuam na área.
"Você pode ver que calçada não tem em lugar nenhum. Não tem calçada, não tem meio-fio, não tem nada. As pessoas têm que andar no meio da rua, junto com bicicleta, moto, carro, tudo", conta Daniela.
Segundo ela, não são raros pequenos acidentes no local por causa da falta de espaço para pedestres e ciclistas. A comerciante diz também que a situação só não é pior porque os moradores se mobilizam para fazer a limpeza do canal de tempos em tempos.
O lixo é outro problema grave. Apesar de o Ibeu apontar que 99% dos moradores de Marituba não convivem com lixo jogado em logradouros, a sujeira é visível nas principais vias da cidade. Às margens e no canteiro central da BR-316, que corta o município, descartáveis, entulhos e sacolas de lixo doméstico abandonadas compõem a paisagem.
"As pessoas são porcas mesmo. Nem é tanto culpa da prefeitura, porque a coleta de lixo passa sempre", afirma o autônomo José Firmino, 43.
Para o aposentado Otávio Martins, 68, as ocupações desordenadas que ocorreram ao longo das últimas décadas contribuíram para agravar os problemas da cidade. "Antigamente não era assim, já foi melhor."
A reportagem entrou em contato com a assessoria de imprensa do prefeito interino de Marituba, Francisco Besteiro (PMDB), para comentar o Ibeu, mas até a conclusão desta reportagem não recebeu nenhuma resposta.