COMANDANTE GERAL DA PM DEIXA O CARGO. Passagem de Comando será no dia 05 de maio


Florianópolis/SC - O comandante-geral da Polícia Militar de Santa Catarina, coronel Nazareno Marcineiro, anunciou a saída do cargo nesta quinta-feira. No comando da corporação há três anos e quatro meses, ele ficará no posto até o dia 5 de maio, quando Valdemir Cabral assume. A data não foi escolhida ao acaso: neste dia é comemorado o aniversário de 179 anos da PM no Estado.

Ele ressalta que a saída se deve a motivos pessoais e que, daqui para a frente, pretende se dedicar à conclusão do doutorado em Engenharia da Produção e Sistemas que cursa na UFSC. O oficial irá para a reserva remunerada.

Na carta que escreveu aos policiais PM, Marcineiro disse que o momento de êxito o “qualifica para repassar suas atribuições a um novo comandante” (leia, abaixo, a carta na íntegra).

Breve currículo

Marcineiro foi promovido ao posto de coronel em 11 de agosto de 2008. Além da formação policial-militar, é doutorando em Engenharia da Produção e Sistemas pela UFSC, mestre em Gestão Estratégica em Segurança Pública e formado em Educação Física. Entre as principais funções exercidas na Polícia Militar estão a de coordenador estadual do Programa de Qualidade Total e coordenador do Grupo Técnico Operacional de Estatística e Avaliação de Resultado do Conselho de Segurança Pública do Conselho de Desenvolvimento do Sul (CSP/CODESUL).

É autor dos livros Introdução ao estudo da segurança pública e Polícia comunitária: construindo segurança nas comunidades. É um dos autores da obra Polícia comunitária: evoluindo para a polícia do século XXI. Florianópolis: Insular, 2005.

Mudanças

Marcineiro ressalta que, daqui para a frente, poderão haver mudanças na gestão dos 37 batalhões da PM no Estado, nasunidades especiais (Choque, Bope, Cavalaria e Canil) e nas polícias Ambiental, Rodoviária e Aviação da PM, de acordo com a avaliação do novo comandante.

Segue a carta do comandante na íntegra:

Senhores Policiais,

A data de 5 de maio é sem sombra de duvida a mais significativa da história de nossa instituição, ela evoca uma trajetória grandiosa de feitos prestados à sociedade catarinense, deixa transparecer o imensurável valor que a Policia Militar, instituição que tive a honra de comandar nos últimos 3 anos e 4 meses, possui na vida diária de cada filho deste estado.

Considerando o grande significado que esta data possui é que tomei a decisão de deixar o comando Geral da Instituição, no próximo dia 5 de maio, junto a solenidade comemorativa de 179 anos da Polícia Militar Catarinense.

Ao olhar pra trás, enxergo o quanto caminhamos e quão vigorosos foram os passos empreendidos neste período. Em todas as áreas de atuação da Policia Militar alcançamos crescimentos significativos, sendo este quadro que faz meu peito transbordar com o sentimento de dever cumprido.

Se por um lado, a árdua rotina de trabalho que empreendi, frutificou em diversas conquistas institucionais, essa mesma rotina foi empreendida em detrimento do convívio de minha família, de meus projetos pessoais e de minha carreira acadêmica.

Entendo que o momento de êxito que nos encontramos me qualifica a repassar estas atribuições a um novo comandante que receberá uma instituição primorosa.

Dever cumprido, expressão reinante em minha mente, foi buscada no amor aos valores que meus pais me repassaram, vestindo as cores da farda que amei ao longo de minha trajetória profissional.

Acalento um profundo sentimento de gratidão a cada um dos policiais que tive sob
 meu comando, da lealdade e do comprometimento que lhes acompanharam em todas as batalhas travadas contra tudo e todos que se opuseram ao desejo de proteger cada catarinense, deixo a estes o meu agradecimento e respeito.

Serei sempre imensamente grato a Deus, pela oportunidade de me entregar de corpo e alma ao desejo de construir uma instituição forte e respeitada da qual seus integrantes tivessem a dignidade de que sempre foram credores.

Obrigado a minha família pelo apoio incondicional, principalmente em meus momentos de ausência, ao Sr Governador do Estado, João Raimundo Colombo, pela confiança em mim depositada e principalmente, a todos os catarinenses que me apoiaram garantindo o meu sucesso profissional, a estes deixo a certeza que a Polícia Militar seguirá cumprindo a sua missão de bem proteger as pessoas, o patrimônio público e privado.

Atenciosamente,

NAZARENO MARCINEIRO
Coronel PM
Comandante-geral da PMSC