Corpo de PM morto em perseguição é velado em Marituba

O corpo do policial militar Humberto Gomes da Silva está sendo velado nesta quarta-feira (7) na casa da família em Marituba. Ele morreu na última terça-feira (6), após a viatura em que ele estava se envolver na perseguição a um suspeito e capotar na rodovia BR-316. A esposa do policial, que serviu por 18 anos na corporação, está bastante abalada e recebe apoio da assistente social da polícia.
A viatura de Martins capotou durante a perseguição a um homem suspeito de praticar o crime da saidinha bancária em Benevides. O homem foi preso, e com ele foi apreendido dinheiro que teria sido roubado da vítima em frente a uma agência bancária.
Outros dois policiais que estavam no carro com ele continuam internados em hospitais particulares. Segundo a polícia, o quadro de saúde deles e estável, e eles não correm risco de morrer.
Amigos e familiares do policial se despediram lembrando da dedicação do policial. "A PM perde muito, Benevides perde um profissional, um amigo e cidadão acima de tudo", disse o cabo Wilson. "A família está muito triste, abalada, mas a gente tem no nosso coração o conforto da pessoa que ele era, que sempre nos ajudou", disse Gilvânio Gomes, irmão de Humberto.