Secretário de Segurança Pública pede exoneração do cargo

Secretário pediu exoneração do cargo. Roberto Sá será seu substituto.


O governo do Rio de Janeiro confirmou nesta terça-feira (11) que o secretário de Segurança Pública do estado, José Mariano Beltrame, deixará o cargo após quase dez anos à frente da pasta. Sua saída estava prevista para depois do segundo turno das eleições, mas foi antecipada para segunda-feira (17).
Beltrame foi quem pediu demissão, segundo o governo. Subsecretário de Planejamento e Integração Operacional da própria Seseg, Roberto Sá assumirá a pasta.

No cargo desde janeiro de 2007, Beltrame foi responsável pela implantação do projeto de Polícia Pacificadora, que instalou UPPs nas principais favelas. Ele pediu a exoneração nesta segunda-feira (10) logo após intenso confronto que disseminou clima de tensão em Copacabana, Zona Sul do Rio, durante operação na comunidade do Pavão-Pavãozinho. Três suspeitos morreram e oito foram presos.
'Ele está cansado'
Antes de a assessoria do governo confirmar a saída do secretário, o governador licenciado do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, disse nesta manhã, em Brasília, que pretende pedir a Beltrame que fique no governo até o fim da gestão, em dezembro de 2018. No entanto, Pezão disse que o secretário está “cansado” e, por isso, não poderá exigir a permanência dele no cargo.
“Eu não tive a oportunidade de falar com ele. Se eu tiver a oportunidade, vou pedir para ele que fique até o fim do governo. Agora eu também não posso exigir que uma pessoa que está há 10 anos à frente da segurança pública continue. Eu me preocupo muito, porque ele está cansado."
Pezão afirmou ainda que em novembro, quando voltará da licença médica, deverá ter uma conversa com Beltrame. “Ele respeitou muito a minha doença. Ele falou: ‘Pezão, eu vou esperar você voltar para a gente conversar’. E eu volto em novembro”, afirmou Pezão.
Gaúcho, José Mariano Beltrame ingressou na Polícia Federal em 1981. Antes de ser nomeado secretário de Segurança, ele foi coordenador da Missão Suporte, chefe do Serviço de Inteligência e da Interpol na Superintendência da PF no Rio de Janeiro.
Fonte: http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2016/10/governo-do-rj-confirma-saida-de-beltrame-apos-2-turno-das-eleicoes.html