Dilma posa diante de painel que nega 'fim do mundo'

A dois dias do "fim do mundo", segundo interpretações do calendário maia, a presidente Dilma Rousseff participou ontem de cerimônia em Brasília em frente a um painel que faz alusão involuntária ao tema.
A civilização maia é originária da região onde hoje estão localizados o México, Guatemala e El Salvador e, de acordo com análises não científicas, a "folhinha" desse povo acaba amanhã, daí a interpretação de que seria o anúncio do fim dos dias.
Para especialistas no assunto, no entanto, trata-se apenas do fim de um calendário.


Lula Marques/Folhapress
Presidente Dilma Rousseff em cerimônia de entrega do Prêmio Finep de Inovação 2012