Estádio Olímpico do Pará - Mangueirão




O estádio surgiu do desejo do então governador do Estado, Alacid Nunes, em criar uma praça de esportes com capacidade para 120 mil pessoas. Em 1969, o projeto assinado pelo arquiteto Alcyr Meira começou a dar vida à ideia do governador. Sua construção iniciou em 1971 e em 1975 já era registrado pelos jornais jogos que aconteceram no estádio. O estádio foi concluído em 1978, sendo batizado com o nome de Alcid Nunes, com capacidade para 70 mil pessoas.
A estreia extra-oficial do estádio ocorreu no dia 20 de fevereiro de 1978, na vitória do Clube do Remo sobre a equipe do Operário-MS, válido pelo Campeonato Brasileiro de Futebol de 1977. Entretanto, a data escolhida para a inauguração do Mangueirão foi o dia 4 de março de 1978, quando a seleção paraense - formada por jogadores de Remo , Tuna e Paysandu - goleou a seleção uruguaia por 4 a 0 em um amistoso. O primeiro gol da história do estádio foi marcado por Mesquita, jogador do Clube do Remo.

Nesse ano, o Mangueirão foi palco da grande final do Campeonato Paraense de Futebol. O Clube do Remo cravou seu nome como o primeiro campeão na história do estádio ao derrotar o rival Paysandu Sport Club por 2 a 1. O maior público registrado na história do estádio foi 65 mil torcedores na final do Campeonato Paraense de Futebol de 1999.
O apelido “Mangueirão” é de autoria do cronista esportivo Moacir Calandrini.

No ano de 2000, o Mangueirão entrou em um período de reformas para a conclusão das arquibancadas que durou até 2002. Na reinauguração do estádio, em 5 de Maio de 2002, Paysandu e Remo empataram em 2 a 2 e o jogador Balão, que então jogava no Remo, fez o primeiro gol desta partida. O nome oficial do Mangueirão passou a levar o nome do jornalista Edgar Augusto Proença.
O Mangueirão é dono do maior público da América Latina no GP Caixa de Atletismo (42.640 pessoas). O estádio também foi palco dos jogos do Paysandu na Copa Libertadores da América de 2003, quando recebeu o seu maior público pós-reforma: 57.330 torcedores (Paysandu 2 x 4 Boca Juniors).
Atualmente, o Mangueirão tem capacidade para 45.007 espectadores.
Projeto da possível futura reforma do Mangueirão, transformando o estádio em um grande centro esportivo.