Helenilson Pontes entrega 10 embarcações ao Grupamento Fluvial

O governador do Pará em exercício, Helenilson Pontes, entregou na tarde desta sexta-feira (8) dez embarcações para o trabalho de patrulha fluvial no interior do Estado. Oito lanchas voadeiras foram doadas para municípios da Região de Integração do Marajó e uma para o município de Igarapé-Miri. Uma embarcação de ação tática foi entregue para os municípios de Barcarena e Abaetetuba.
Ao final da cerimônia – acompanhada por autoridades militares e civis do Estado e realizada na sede do grupamento fluvial da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Segup) – foi realizada pelo grupamento uma demonstração das ações de segurança realizadas com esses instrumentos, como abordagem a embarcações suspeitas e o chamado “choque ligeiro”, uma espécie de atendimento rápido a ocorrências como tumultos e rebeliões. “O choque é um tipo de pronto-emprego para situações emergenciais, até a chegada do policiamento especializado”, explicou o capitão Kleverton Firmino, comandante da Companhia Fluvial da Polícia Militar.
Os municípios da região do Marajó contemplados com as lanchas são Cachoeira do Arari, Muaná, Curralinho, Portel, Anajás, São Sebastião da Boa Vista, Gurupá e Breves. O prefeito de Muaná, Murilo Guimarães, agradeceu pelos investimentos do governo do Estado na região, em especial na área de segurança pública. “Instrumentos como esses, que estão sendo entregues hoje, vão permitir que os agentes cheguem aos municípios com mais segurança e rapidez. Somados a isso, os esforços para a melhoria das delegacias e implantação de unidades do Pro Paz certamente trarão mais segurança para os nossos municípios, que ainda detêm os piores índices de desenvolvimento humano no Estado e que, portanto, merecem uma atenção especial do poder público estadual, como vemos que o governador Simão Jatene está fazendo”, ressaltou.
O secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, Luiz Fernandes Rocha, relembrou a criação do grupamento fluvial da Segup, concebido com o objetivo de integrar as ações dos diferentes órgãos de segurança na área fluvial. Segundo o secretário, desde a criação do grupamento, os índices de violência nos rios vêm diminuindo. Ele informou que, além das dez lanchas entregues nesta sexta-feira, outras 11 deverão ser repassadas a municípios do interior em breve. “Essas lanchas estão passando por um processo de troca de motor, para que possam trabalhar com menos consumo de combustível e, assim, otimizar recursos. Com essas entregas e o gerenciamento integrado dos órgãos, temos certeza de que estamos conseguindo grandes avanços na área do patrulhamento fluvial”, destacou.
Em seu pronunciamento, Helenilson Pontes saudou os servidores públicos da área de segurança, e ressaltou a importância da parceria entre os diversos entes sociais, como Estado, municípios e sociedade civil, para o êxito do combate à criminalidade. “É daí que vem o conceito do Pro Paz, da ideia de que a polícia, sozinha, não pode resolver o problema da criminalidade. A parceria com a sociedade civil é fundamental para enfrentar essa situação”, frisou.
Ele também destacou as ações que beneficiam o Marajó. “O governador Simão Jatene pediu, desde o início do seu mandato, uma atenção especial para o Marajó, que historicamente sofreu com a ausência de políticas públicas. Hoje, com essa ação, estamos resgatando um pouco da dívida com os habitantes dessa região tão importante do nosso Estado”, ressaltou o governador em exercício, que depois entregou as chaves das embarcações para os representantes dos municípios.
Formatura – Antes da cerimônia de entrega das embarcações aconteceu a solenidade de formatura de 50 servidores públicos no Curso Especial para Tripulação de Embarcações de Estado no serviço público, promovido pela Segup em parceria com a Marinha do Brasil, por meio da Capitania dos Portos. O objetivo da formação – realizada, em sua maioria, por homens das polícias Militar e Civil e do Grupamento Fluvial da Segup – era capacitar os servidores para tripular ou conduzir pequenas embarcações (de até oito metros de comprimento, incluindo lanchas do tipo LAEP-7, com motor de centro) usadas no trabalho policial.
O capitão de mar e guerra Mário Simões parabenizou os concluintes, e destacou a iniciativa do governo do Estado em investir na capacitação dos servidores que atuam na patrulha fluvial. “Em um Estado como este, com as características geográficas existentes, é fundamental a presença do poder público por via fluvial. Melhor ainda se essa presença se dá de uma forma que não comprometa a segurança dos navegantes. Por isso é muito oportuna e bem vinda a qualificação dos servidores”, afirmou.
Um dos concluintes do curso foi o diretor do Grupamento Fluvial, delegado Dilermando Dantas Júnior, que falou em nome dos formandos. “Este curso foi mais uma demonstração da confiança e apreço que o governador Simão Jatene tem dispensado ao Grupamento Fluvial. A nossa responsabilidade é grande, pois o sucesso das nossas operações é garantia de tranquilidade para a nossa sociedade”, concluiu.


Texto:
Elck Oliveira - Secom