Polícia Militar passará a registrar ocorrências criminais em Belém

A Secretaria Estadual de Segurança Pública (Segup) anunciou nesta sexta-feira (15) mudança nos plantões das delegacias da Região Metropolitana de Belém. As medidas foram tomadas depois que as equipes de reportagem da TV Liberal mostraram a falta de policiais nas principais delegacias da capital paraense.
A principal mudança, anunciada em coletiva de imprensa, é a de que a Polícia Militar passara a registrar ocorrências criminais a partir da próxima semana.  O governo anunciou ainda que estuda um projeto para fazer com que policiais da reserva retornem às funções, para ajudar nos atendimentos.
"Muitos policiais militares já foram capacitados. Os cursos vão continuar para que seja feita a capacitação dentro da área de integração, para que eles possam, juntamente com os policiais civis também fazer a ocorrência policial", disse Luiz Fernandes, secretário estadual de segurança pública.
O Sindicado dos Servidores da Polícia Civil, no entanto, não concordou com a decisão da Segup em utilizar policiais militares para registrar ocorrências. Para o sindicato, trata-se de desvio de função.
Durante a coletiva, a Segup anunciou também que será feito um concurso público para a Polícia Civil, com a previsão de abertura de duas mil novas vagas, para delegados, investigadores e outros servidores.

Entenda o caso
Na última quinta-feira (14), o delegado geral de polícia Rilmar Firmino foi entrevistado ao vivo no programa Bom Dia Pará e na ocasião afirmou que as delegacias dos bairros de Belém funcionavam em tempo integral. Durante a noite desta quinta, a reportagem da TV Liberal percorreu algumas delegacias, que não estavam atendendo a população.
Uma equipe do Sindicato dos Servidores da Polícia Civil visitou delegacias e seccionais da capital e na maioria não havia servidor para o registro de ocorrrência.
De acordo com a diretora de Polícia Metropolitana, Ione Coelho, a baixa procura da população nas unidades durante a noite, justificaria a ausência de uma equipe completa nos locais.

http://g1.globo.com/pa/para/noticia/2013/03/policia-militar-passara-registrar-ocorrencias-criminais-em-belem.html