Jovem que matou capitão da PM pode ganhar liberdade após pagamento de fiança

O juiz Marcus Alan de Melo Gomes Juiz de Direito de plantão no Tribunal de Justiça do Pará, arbitrou pagamento de fiança, no valor de 10 salários-mínimos, ou seja, pouco mais de R$ 6,7 mil, para que o contador e funcionário público da Prefeitura de Barcarena, Herik Gomes Miranda, 31 anos, responda em liberdade por ter atropelado, arrastado e morto o capitão da Polícia Militar, Edimar Lima.
A decisão do magistrado saiu neste domingo, 21, data em que se celebra em todo país o Dia de Tiradentes, patrono das Polícias brasileiras. O motorista que, visivelmente embriagado e que, inclusive, confessou a uma emissora de televisão ter ingerido bebida alcoólica, pode ganhar a liberdade assim que pagar o valor estipulado pelo juiz depois de ter morto o policial militar paraense.