Governo leva policiamento comunitário a mais três municípios


Foto destaque
A Secretaria da Segurança Pública implantou, nesta quinta-feira (06), o Policiamento Comunitário em Canoas e Sapucaia do Sul. O município de Canoas contará com 11 núcleos, 34 policiais militares e 11 viaturas nos bairros. Já em Sapucaia do Sul, o Policiamento Comunitário terá dois núcleos, duas viaturas e oito policiais atuando nos bairros Fortuna e Cohab. Na mesma manhã, o secretário da Segurança Pública, Airton Michels, anunciou a ampliação do projeto em Esteio. O município, que tem dois núcleos, passa a atuar com mais um, além de uma viatura e quatro policiais no bairro Novo Esteio.

Para Michels, a recepção da população em relação ao projeto de policiamento comunitário e o trabalho dos PMs são fundamentais para o encaminhamento das ações. "A implantação da polícia comunitária é essencial para o enfretamento à violência. Temos que trabalhar com a prevenção para atingirmos bons resultados", justifica. O prefeito em exercício de Sapucaia do Sul, Arlênio da Silva, considera que o ato é muito importante para a cidade alinhar projetos com o Estado e promover uma cultura de paz.

"O trabalho de prevenção, de atuar próximo à comunidade e baixar os índices de criminalidade são as diretrizes fundamentais para se tenha uma cidade segura", destacou o prefeito de Esteio, Gilmar Rinaldi. Já o prefeito de Canoas, Jairo Jorge, disse que "a parceria do município com o Estado é a base para obtermos uma política de segurança cidadã".