Operações da PM e Polícia Civil 'limpam' Salinas

O comando da Polícia Militar do Estado do Pará, está intensificando ainda mais o combate ao tráfico de entorpecentes. Além de Belém, as atenções estão voltadas para outros municípios. Constantemente operações são deflagradas no interior do Estado com propósito de tirar de circulação traficantes que são a base de todos os tipos de ocorrências como furtos, invasões de residências e assaltos, que incomodam a população em todo o estado do Pará. 
Recentemente o núcleo das inteligências das polícias Militar e Civil realizaram operações nos municípios de Portel e Muaná, na ilha do Marajó. Outras duas operações, denominadas “Relâmpago”, foram realizadas na cidade de Salinópolis, no nordeste do Estado. A operação foi simultânea em toda a cidade. No bairro do Atalaia a polícia foi até uma casa onde estaria escondido um criminoso de alta periculosidade, conhecido como “Berimbau”. Na casa encontraram pedras de óxi, munições de pistola calibre 9mm, de uso exclusivo das Forças Armadas, e uma pistola de brinquedo. “A semelhança com uma arma de verdade é muito grande. As vítimas não saberiam distinguir”, relatou o tenente Rayol. 
Ao todo dez pessoas foram presas por envolvimento com o tráfico de drogas e uma adolescente, que estava em situação de risco, foi apreendia. A operação terminou em uma base de apoio da PM, na PA-324. 
Muitos curiosos se aglomeraram para ver os suspeitos e aplaudiram o trabalho dos policiais militares. Para o capitão Barros a operação foi uma resposta a onda de criminalidade que estava se instalando em Salinas. “Todas as denúncias estavam corretas. Graças a Deus e ao apoio da população nós conseguimos dar um basta na onda de tráfico. Esperamos que eles permaneçam por um bom tempo na cadeia” disse o policial, que se emocionou com os agradecimentos de populares no local. Os acusados foram apresentados na Delegacia de Salinópolis e ficarão à disposição da Justiça.

(Diário do Pará)