Está faltando convidar o cidadão

Quando tenho conhecimento desses assaltos  a banco a outras instituições financeiras (centro lotéricos e Correios) em nossos municípios do interior, percebo o quanto ainda estamos longe do cidadão.
Tenho certeza que um trabalho mais próximo da sociedade, oferecendo acessibilidade (telefones, acesso pela internet, etc), as pessoas dariam mais informação, a partir de uma proximidade maior e o estabelecimento de uma relação de confiança.
Mas, ainda somos distantes do cidadão e o que é pior: não temos a sua confiança.
O resultado disso é que os "caras" chegam em nossos municípios pintam e bordam. Assaltam, atiram e causam pânico, aproveitando-se da fragilidade face ao pequeno número de policiais divididos em escalas e turnos.
Depois dos assaltos, os cidadãos começam a dizer que teriam visto os assaltantes na cidade. Claro. Ninguém chega numa cidade para assaltar no mesmo dia.
Os assaltantes de banco planejam com pelo menos 30 dias um assalto. Para isso, hospedam-se em hotéis, comem em restaurantes e se posicionam próximos aos bancos. Todo mundo vê, mas ninguém está treinado ou orientado a dar essa informação pra Polícia.
REDE COMUNITÁRIA DE SEGURANÇA neles!!! 
Até quando vamos continuar inertes e resistindo à filosofia da PREVENÇÃO? Quando é que começaremos a fazer uma POLÍCIA INTELIGENTE?
O cidadão precisa convidado a participar do processo de Segurança Pública. Nenhum processo se estabelece sem a participação da sociedade. Nada evolui se não houver educação.