DECLARAÇÃO DE AMOR

Na Academia de Polícia Militar do Paudalho, o tenente resolveu, durante a parada matinal, mandar abrir a canícula (camisa do uniforme), pois queria olhar a camiseta de dentro (suadeira).
Na camiseta tinha que constar o nome do cadete, conforme mandava o regulamento.
Enquanto o nosso comandante de pelotão olhava camiseta por camiseta, o cadete Low já anunciava, no meio da tropa, 
entre os dentes:
- Porra, cara, tô lascado!
O tenente se aproximou de Low e disse:
- Desabotoe a canícula!
Assim que Low mostrou a camiseta de dentro, o tenente proclamou:
- Você está de LC (licença cassada), visse?
Não foi por nada, não. Só porque estava escrito na camiseta:
“Diz que me ama, porra!”



(Extraído do livro A CASERNA FORA DO SÉRIO: O LADO CÔMICO DA VIDA POLICIAL)