Governador e prefeitos de novas 'capitais' apoiam plebiscito para divisão do Pará

O governador do Pará, Simão Jatene, afirmou ser favorável à realização de plebiscito que divide o estado e cria duas novas unidades da federação: Carajás e Tapajós.
Os prefeitos de Marabá e Santarém, que poderão ser capitais dos novos estados, também apoiam a proposta.
Pela proposta, o estado de Carajás estaria localizado a sul e sudeste do Pará e teria como capital a cidade de Marabá. O novo estado teria 39 municípios, com área equivalente a 25% do atual território do Pará. O estado de Tapajós estaria localizado a oeste do Pará, ocupando cerca de 58% da área total do estado. O novo estado teria 27 municípios e a capital seria Santarém.

Em nota, o governador disse que "é totalmente favorável ao recurso do plebiscito", mas "não admite que o plebiscito esteja associado a qualquer tipo de processo eleitoral, para que esse expediente não seja contaminado por outros interesses".

A prefeita de Santarém, Maria do Carmo, afirmou que a criação de Tapajós tem o apoio das lideranças políticas e da população da região. "A população não só de Santarém, mas de todo o oeste do estado, comemorou a decisão".

Segundo ela, a criação de Tapajós é uma reivindicação histórica e cultural. "Estamos a mais de 800 quilômetros da capital. Os recursos e os serviços não chegavam", disse. De acordo com a prefeita, "mesmo com o aumento da presença dos governos federal e estadual, permaneceu o espírito separatista".

O prefeito de Marabá, Maurino Magalhães, disse que vai "batalhar" pela criação de Carajás. "A maioria da população da região é favorável à divisão", disse Magalhães. "Somos uma região de difícil acesso e com pouca presença do governo estadual. Por isso, vai ser importante a criação de Carajás para o desenvolvimento da nossa região".
http://www.jusbrasil.com.br/politica/6938984/governador-e-prefeitos-de-novas-capitais-apoiam-divisao-do-para