Paraense Ganso garante que 2013 será seu ano no São Paulo


Ganso garante que 2013 será seu ano no São Paulo (Foto: Divulgação)
Ganso faz planos para o São Paulo e Seleção Brasileira
(Foto: Divulgação)

O ano de 2012 foi bastante conturbado para Paulo Henrique Ganso. Diversas contusões, desentendimentos com a diretoria do Santos e uma transferência milionária para o São Paulo marcaram o período. O futebol, no entanto, não foi o mesmo dos anos anteriores e o objetivo do jogador para a próxima temporada é retomar sua melhor forma. Confiante, ele disse que 2013 "será o ano do Ganso".

"Tem muita coisa boa para acontecer. Confio que será o ano do Ganso. De muitas conquistas e títulos para o São Paulo. A Libertadores é um sonho do torcedor são-paulino e é em busca dela que a gente vai", declarou, em entrevista ao site oficial do clube.

Para que a próxima temporada realmente fique marcada pela retomada de seu bom futebol, Ganso espera retornar à seleção brasileira. Agora com o comando de Luiz Felipe Scolari, o jogador acredita que poderá vestir a camisa amarela novamente se voltar a mostrar sua qualidade técnica no São Paulo.

"Todo jogador quer estar na seleção brasileira e eu não sou diferente. Eu ainda não tive o prazer de trabalhar com o Felipão não o conheço pessoalmente, mas sei do seu trabalho, da sua competência e estou na torcida para que ele tenha sucesso. Espero fazer grandes campanhas com o São Paulo para voltar a vestir a Amarelinha", comentou.

Além da seleção, Ganso também faz planos para o São Paulo e não esconde que o título da Libertadores é a prioridade. Para isso, a equipe precisa passar da fase preliminar, na qual enfrentará o Bolívar. "Além de ser adversário muito difícil, a atitude ajuda a equipe deles. Mas o São Paulo é experiente e saberá superar tudo isso para passar para a próxima fase e seguir em busca do tetra", disse, ressaltando a altitude de 3.660 metros de La Paz, onde o time boliviano manda seus jogos.

Mesmo garantindo foco no São Paulo, o meia não esconde sua história no Santos e admitiu que será "estranho" quando enfrentar a equipe que o projetou para o futebol pela primeira vez. "Vai ser estranho, mas é vida nova. Fui muito feliz no Santos, fiz minha história lá, conquistei títulos e deixei meu nome marcado. Agora é pensar no São Paulo, minha nova casa, meu clube e ser feliz."

(Agência Estado)