Polícia transfere 40 detentos de prisões 'cérebro' de ataques

Os 40 detentos transferidos de Santa Catarina na madrugada deste sábado saíram de cinco unidades prisionais do Estado apontadas como "cérebro" da onda de ataques que atingiu 32 cidades. A informação é da secretária da Força Nacional de Segurança, Regina Miki, que está em Santa Catarina acompanhando as ações. Uma "operação de guerra" foi montada para remover os detentos, apontados como líderes da facção criminosa que ordenou a série de atentados no Estado.
Os presos deixaram a penitenciária de São Pedro de Alcântara, o Complexo de Florianópolis, além das unidades de Criciúma, Joinville e Blumenau. Todos foram levados à Base Aérea de Florianópolis, de onde embarcaram às 10h30 para presídios do Rio Grande do Norte e Rondônia.  A facção catarinense é responsável pelos 106 atentados registrados no Estado, com pelo menos 39 ônibus incendiados.
Saiba Mais: