Militares voltam a cobrar aprovação da PEC 300 em Brasília

“Heróis verdadeiros não usam fantasias, usam farda”. É com esta palavra de ordem que policiais civis, militares e bombeiros de todo o Brasil retomam as mobilizações pela cobrança da aprovação em segundo turno da PEC 300 – Proposta de Emenda Constitucional, que cria um piso nacional unificado para as três categorias. As ações acontecem nos dias 23 e 24 próximos, em Brasília.
A proposta, apresentada há cinco anos (2008), foi aprovada pela Câmara Federal em primeiro turno, porém em 2010, acabou engavetada porque obrigaria a União a contribuir com os salários dos policiais.
Desde a semana passada, líderes das três categorias começaram as mobilizações em seus estados no sentido de convocar policiais civis, bombeiros e militares para comparecerem, em Brasília, realizando ações para que a Câmara dos Deputados inclua a PEC 300 na pauta.
Em Alagoas, diversas caravanas estão sendo organizadas neste sentido. De acordo com Wagner Simas, presidente da Associação dos Praças da Polícia e Bombeiros Militares (Aspra/AL), pelo menos três ônibus sairão com destino a capital federal, levando os militares para unidos pressionar o Congresso Nacional pela aprovação da PEC 300.
O deputado Mendonça Prado (DEM-SE), um dos principais defensores da PEC 300, salientou que a intenção de mobilizar é de fundamental importância para que seja exigida a votação de projetos importantes para a segurança pública que ainda seguem em trâmite no Congresso Nacional. (Ascom/Aspra).

FALA PolicialBR: ATENÇÃO SENHORES PRESIDENTES DAS ASSOCIAÇÕES DE CLASSES, "A INÉRCIA É UM DOS INIMIGOS MORTAIS DA VIDA HUMANA" VAMOS MOBILIZAR, O BRASIL QUER A PEC300 APROVADA E SEUS ASSOCIADOS, ALEM DE QUEREREM, PRECISAM DELA, AFINAL DE CONTAS O MAIOR PATRIMÔNIO DE UMA EMPRESA SÃO SEUS FUNCIONÁRIOS E INVESTIR NELES É O PRIMEIRO PASSO PARA O COMBATE EFETIVO À CRIMINALIDADE.

Fonte PolicialBR: http://www.uniblogbr.com/2013/04/militares-voltam-cobrar-aprovacao-da.html#ixzz2Q1WYXjeu