Helicóptero de Fernandão caiu logo após levantar voo e se partiu em dois

Daniel Neves - Do UOL, em São Paulo

 
Imagem mostra como ficou o helicóptero no qual o ex-jogador Fernandão viajava com mais quatro pessoas neste sábado quando sofreu o acidente que terminou com a morte de todos os presentes na aeronave Leia mais Corpo de Bombeiros de Goiás/Divulgação
  
O helicóptero que levava o ex-jogador Fernandão caiu logo após a decolagem e se partiu em duas partes. Este é o relato do Corpo de Bombeiros de Aruanã, em Goiás, que fez o socorro as vítimas do acidente que matou o ídolo do Internacional e mais quatro pessoas na madrugada deste sábado.

"O helicóptero perdeu sustentação logo após a decolagem e caiu cerca de 200 m do local do acampamento. Não explodiu nem pegou fogo, mas se partiu em duas partes. A cauda ficou separada da cabine", disse o sargento Cristiano Oliveira.

De acordo com testemunhas que estavam no local, o helicóptero teria apresentado um barulho estranho durante a decolagem. Os bombeiros, porém, evitam falar em falha mecânica antes do resultado da perícia.

"O pessoal é leigo, não entende de helicóptero. Então não podemos levar isso em consideração", comentou o sargento.

Os bombeiros foram comunicados do acidente por volta de 1h30 da manhã pelo proprietário da aeronave, sócio de Fernandão em uma empresa de máquinas agrícolas. O resgate chegou ao local cerca de 20 minutos depois e encontrou Fernandão ainda vivo.

"O helicóptero caiu em uma das praias do rio Araguaia. É um local de difícil acesso, só se chega por barco ou helicóptero. Quando encontramos as vítimas, apenas o Fernandão tinha sinais vitais, mas respirava com dificuldade devido a várias fraturas. Fizemos a desobstrução respiratória e o encaminhamos ao hospital. Ele chegou ao local 40 minutos depois, mas já sem vida", relatou Oliveira.