Pará zera o déficit de delegados em todos os municípios do Estado

O governador Simão Jatene participou, nesta terça-feira, 24, da cerimônia de formatura de 386 policiais civis aprovados no concurso C-169/2013, que ofertou 670 vagas. 
Com os novos policiais, todos os municípios do Pará passam a ter delegados. O concurso coloca nos quadros da polícia civil 146 delegados, 131 investigadores, 90 escrivães e 19 papilocopistas.
Para Simão Jatene, a entrada de novos policiais somada à formatura de 1.800 policiais militares recentemente é um passo importante no combate à violência. “Sabemos que não vai resolver totalmente o problema. A violência é uma questão nacional com manifestações locais. É uma doença que não se cura com um remédio único porque reflete várias mazelas da sociedade. Mas a presença desses profissionais, principalmente nos locais mais longínquos do nosso Estado, trará mais tranquilidade à população”, ressaltou.
Jatene disse ainda que o combate à violência precisa da união de toda a sociedade. “É necessária uma grande cruzada da sociedade para recuperar valores. Vivemos uma crise de valores e princípios. Precisamos da união de todas as esferas de governo e de poderes para combater esse mal”, afirmou ele, ressaltando que o governo do Estado está entregando à sociedade paraense policiais capacitados, tanto na teoria quanto na prática para o exercício da polícia judiciária.
O governador enfatizou também que, ao escolher ser servidor público, independente da área que se trabalha, a pessoa tem que entender a missão de servir ao público. “Os senhores escolheram um modo de vida. Ser policial em uma sociedade que trata a transgressão como ‘jeitinho’ vai exigir de vocês um exercício diário de ética e profissionalismo”, ressaltou.
O titular da Secretaria de Estado de Segurança e Defesa Social (Segup), Luiz Fernandes Rocha, destacou principalmente o fato de que, com os novos policiais, todos os municípios paraenses passarão a contar com delegados. “Outro fato importante é que nem todas as vagas foram preenchidas. Então, faremos novo concurso para completar o número de vagas”, informou.
Já o delegado geral Rilmar Firmino deu um recado aos novos policiais. “Vocês escolheram uma das profissões mais dignificantes que existem. A partir de agora, o compromisso de vocês é com a verdade e a lealdade”, disse.
A oradora da Turma, Quésia Pereira Cabral, ressaltou a importância do trabalho dos novos policiais. “Nossa missão é voltada principalmente para as pessoas mais carentes. Para os muitos Josés e as muitas Marias que existem nesse Pará tão grande, que muitas vezes precisam da ajuda da segurança pública no combate à exploração sexual infantil e às drogas que destroem suas famílias”.
Durante a cerimônia foi entregue a Medalha de Mérito do Ensino Policial Civil Delegado “Francisco Sales de Carvalho” aos alunos que se destacaram com real aproveitamento em primeiro lugar no curso de formação. O governador Simão Jatene entregou a medalha para Livia Cristina Maciel Rodrigues, primeiro lugar na turma de Delegado. O aluno Julimar Dias Vieira, primeiro lugar na turma de Investigador, recebeu a medalha do secretário Luiz Fernandes. A nova papilocopista Patricia Yurica Babba recebeu a medalha das mãos do delegado Francisco Sales. A aluna Micheline Diniz Barreto foi primeiro lugar na turma de Escrivão.
Janise Abud
Secretaria de Estado de Comunicação